News

Tendências na banca digital: a evolução das instituições financeiras

Graças aos avanços na informática e nas telecomunicações, a chamada banca digital reúne uma variedade de atores bancários e financeiros, juntamente com empresas de tecnologia, para melhorar a qualidade dos serviços e o desempenho comercial. Nesse sentido, as seguintes tendências na banca digital são antecipadas.

Sumário

Situação atual da banca digital

Nos últimos dois anos e meio, o desenvolvimento da conectividade e dos serviços digitais acelerou significativamente. De fato, o contexto da pandemia e a necessidade de migrar a maioria das atividades para o ambiente digital demonstraram a versatilidade e a capacidade deste último para manter a sociedade funcionando tanto comercial quanto produtivamente.

No que diz respeito ao setor bancário, este finalmente aceitou as condições que o mundo digital apresenta. Isso se deve, em grande parte, ao fato de que a maioria das tecnologias necessárias para a banca digital já existe há anos: desde os métodos de pagamento, aplicativos e carteiras virtuais até lojas virtuais e plataformas de gestão, a transição foi bastante simples.

Hoje em dia, longe de ter diminuído, esse processo está em expansão notável devido aos avanços na comunidade europeia, regulamentações relacionadas ao open bankingou banco aberto, e correntes que defendem a criação de uma abertura de informações ou open data. É um processo de transformação estrutural no qual os dados bancários e as informações se tornam um ativo muito lucrativo.

Este deslocamento de paradigma requer uma infraestrutura de TI dedicada exclusivamente ao processamento de dados e a capacidade de direcionar seu uso por meio de uma interface de programação de aplicativos (API). Estas permitem o uso de software especializado para oferecer serviços bancários e financeiros aos usuários.

A tendência dominante é a digitalização integral de produtos e serviços e a criação de uma infraestrutura sólida para um novo ecossistema financeiro predominantemente digital. Portanto, avança-se em termos de interoperabilidade, experiência do usuário e transparência no acesso aos dados e informações financeiras dos usuários.

Não perca as tendências fintech de 2022

Investimento em tecnologia e talento

Esta é uma tendência cuja evolução transcende as fronteiras do setor financeiro: de forma geral, o mundo todo reconhece que a tecnologia e o talento são dois fatores fundamentais para melhorar o desempenho comercial e o uso de recursos em qualquer atividade. Para a banca digital, ambos são uma necessidade para se manterem competitivos.

Promoção dos serviços digitais

Os serviços digitais não são apenas uma necessidade para os consumidores, clientes e usuários, mas também representam uma vantagem do ponto de vista econômico para os bancos e instituições financeiras. De fato, a gestão pessoal e a automação de processos reduzem significativamente o custo das operações e melhoram a eficácia dos serviços oferecidosPortanto, a indústria está investindo pesadamente em sua promoção e incentivo.

Atuantes emergentes e fintechs

Com a melhoria da acessibilidade aos produtos de informática e o crescimento do setor de trabalho, surgem uma infinidade de pequenas e médias empresas do setor de tecnologia financeira ou fintechs. Graças a isso, muitas parcerias são estabelecidas entre instituições tradicionais como bancos, empresas de seguros e entidades de crédito com empresas de tecnologia que podem ajudar a melhorar o desempenho no ambiente digital.

Personalização dos serviços

Uma das vantagens mais importantes e uma das tendências na banca digital que mais está crescendo entre os atores do setor — não apenas bancários — é a importância dos dados e informações financeiras para oferecer serviços adaptados ao perfil da pessoa. Esse tipo de ação permite aumentar a profundidade do estudo de mercado, e os processos informáticos otimizam a segmentação.

Descubra como melhorar os números do seu negócio com hiperpersonalização dos seus serviços

Integração de dados e serviços de fornecedores PSD2

Como mencionado acima, os dados e informações financeiras dos clientes são um dos ativos mais importantes para a banca digital como um todo. Portanto, uma das tendências mais representativas neste novo setor é a constituição de um ecossistema de troca de informações entre as entidades financeiras e bancos com fornecedores terceirizados.

Gestão pessoal e plataformas digitais

Embora isso tenha sido mencionado tangencialmente, a gestão pessoal online é um atributo que não é mais competitivo, mas sim obrigatório. Atualmente, as pessoas e usuários procuram sistemas de gestão cada vez melhores e plataformas mais rápidas, com melhor experiência de uso e atrativo visual. Portanto, é uma tendência que nunca vai parar, pois se trata do "empacotamento" ou embalagem dos serviços digitais.

Do Open Banking ao Open Data

Para concluir, esses dois aspectos se referem ao mesmo fenômeno: a tendência à abertura de informações.

No caso do open banking, este é um processo atual no qual, como mencionado, as informações financeiras circulam sob certos parâmetros entre fornecedores e instituições.

No caso do open data, esse processo ainda está em formação e visa abrir essas informações para fora do setor financeiro.

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossas últimas notícias diretamente na sua caixa de entrada.