News

O que é um PFM e para que serve

O PFM unifica os dados financeiros de todas as contas em uma única plataforma orçamental. Pode ordenar automaticamente as transações e aprende as categorias, tornando-se mais inteligente quanto mais é utilizado. Além disso, é possível definir objetivos máximos de gastos, incluindo um alerta, para ajudar a não sair do orçamento.

Sumário

Muitas pessoas podem questionar o que é um PFM. As siglas PFM referem-se a Personal Finance Manager, que em português seria gestor de finanças pessoais. 

Um PFM ou gestor de despesas pessoais é uma ferramenta que ajuda os clientes a entender sua situação financeira e a melhorar a gestão do seu dinheiro.

Como funciona um PFM e quais são as suas vantagens?

Este sistema tem grandes vantagens tanto para os usuários como para as entidades financeiras.

Benefícios para os usuários finais

  • Ter o controle do seu dinheiro de forma simples.
  • Visualizar a situação geral das suas finanças através de gráficos fáceis de entender.
  • Unificar suas necessidades financeiras em um único lugar.
  • Categorizar despesas automaticamente os gastos, que podem ser filtrados, editados e divididos.
  • Controle dos gastos e da poupança através de orçamentos individualizados. 
  • Dicas para poupar de acordo com o tipo de gasto.
  • Planejar e acompanhar metas.

Benefícios para os bancos:

  • Ajuda a atrair clientes. Muitos clientes estão dispostos a mudar de banco se lhes for oferecida uma ferramenta melhor para administrar seu dinheiro.
  • Aumenta as vendas. Com a implementação desta ferramenta, as vendas podem ser ampliadas em até 25%.
  • Cria clientes mais rentáveis. O tipo de clientes atraído por esta ferramenta é até 2 vezes mais rentável.
  • Estimula a maior utilização de aplicativos e páginas da web. Com o uso desses serviços, aumentam as vendas de outros.
  • Cria clientes mais leais. É possível reter melhor os clientes que usam PFM ou controlo de despesas pessoais.

New call-to-action

O que é o scoring financeiro e como é calculado?

O scoring financeiro é um sistema de avaliação bancária que serve para calcular a possibilidade de incumprimento de um empréstimo através da análise automática da solvência de um cliente. Com esta informação, a entidade financeira avalia o risco dos clientes de forma objetiva para tomar decisões. 

Para calcular o scoring financeiro, são considerados diferentes fatores:

  • Rendimento.
  • Situação laboral: tipo de contrato, registo como trabalhador independente, etc.
  • Situação pessoal: idade, estado civil e pessoas a cargo. 
  • Dívidas pendentes
  • Histórico de crédito.   

Com todas essas informações, tenta-se prever se o cliente será capaz de devolver o empréstimo, de acordo com o que aconteceu noutras ocasiões com pessoas de perfil semelhante. 

Se um cliente tem um scoring alto, é provável que o banco aceite a sua financiamento, pois tem boa capacidade de crédito. Por outro lado, se o seu scoring é baixo, é difícil que o banco aprove a solicitação.

O cálculo do scoring resulta numa pontuação de 300 a 850 pontos. Obtém-se da seguinte forma:

  • 35% corresponde ao histórico de pagamento, ou seja, se cumpriu a tempo as prestações de financiamento.
  • 30% diz respeito à utilização do crédito. É atribuído se a pessoa consumiu uma menor percentagem de crédito. 
  • 15% é obtido pelo comprimento do histórico de crédito, ou seja, quanto mais tempo a pessoa tiver utilizado o financiamento, maior será a pontuação. 
  • 10% relativo a novos créditos. Quanto mais créditos, menor a pontuação. 
  • 10% depende dos tipos de crédito utilizados. Quanto mais tipos, maior a pontuação.

PFM e open banking

Como vimos, o PFM serve para unificar todos os dados de um usuário sobre contas bancárias e todas as suas finanças. 

Por outro lado, o termo open banking refere-se à prática de partilhar informações financeiras digitalmente através de plataformas e aplicativos. Desta forma, a informação é transferida de forma segura e com o consentimento do cliente. 

Quando um sistema de controlo de despesas pessoais se junta ao open banking, pode oferecer uma experiência personalizada, mais real e eficiente. Isto acontece porque o sistema terá acesso a todas as informações financeiras atualizadas e mostrará gráficos, alertas e qualquer outra utilidade com maior veracidade. Assim, o usuário poderá tomar decisões relativas às suas finanças com mais confiança e menor margem de erro. 

Um PFM é uma ferramenta que ajuda os usuários a unificar suas informações financeiras, planejar e poupar. Tem grandes benefícios para os clientes, como ter uma visão geral, ter o controlo e planejar. Mas também conta com vantagens para os bancos, como a atração de mais usuários, mais leais e rentáveis.

Junte-se à inovação com uma ferramenta como o PFM

O scoring financeiro é o sistema de avaliação de risco utilizado pelas entidades financeiras para tomar decisões sobre a aceitação ou não de um pedido de financiamento Para calculá-lo, são tidas em conta características do cliente como os seus rendimentos e outros aspetos como o histórico de pagamento.

A união de PFM e open banking faz com que o sistema seja muito mais fiável e real, uma vez que conta com a informação financeira atualizada.

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossas últimas notícias diretamente na sua caixa de entrada.