News

Open Finance e sua expansão na América Latina

A América Latina está atualmente passando por um processo de digitalização financeira que segue as tendências globais em finanças abertas. Nesse sentido, os provedores externos são essenciais para o desenvolvimento de soluções de pagamento e serviços de gestão eficazes.

Sumário

A América Latina se destaca como uma das regiões onde o investimento em tecnologia e desenvolvimento de software mais cresceu nos últimos anos. Nesse sentido, os serviços de open finance se estabelecem como a principal área de investimento do setor bancário e financeiro.

Expansão do Open Finance

O open finance na América Latina representa um ecossistema baseado na troca de informações financeiras entre diferentes empresas, bancos e instituições de forma homologada. Essas informações são obtidas de maneira legítima a partir da atividade dos usuários. Isso permite melhorar os serviços de gestão e oferecer produtos e serviços personalizados.

Ao mesmo tempo, começam a ser desenvolvidos marcos regulatórios baseados nos avanços legislativos da União Europeia para a sustentabilidade e integridade das informações financeiras. Essas iniciativas podem ser observadas em maior ou menor grau em diferentes países da região. O objetivo é estabelecer critérios de segurança jurídica, inovação e acessibilidade digital.

Em relação à relação dos usuários com as entidades financeiras, bancos e empresas do setor fintech, a expansão do open finance garante:

  • Um profundo conhecimento dos clientes 
  • Melhora as possibilidades de fidelização 
  • Criação de serviços personalizados

Entre as principais vantagens da troca de informações financeiras, o open finance reduz os custos e melhora significativamente o desempenho dos serviços.

Descubra os benefícios de nossas soluções de Open Banking..

Serviços que impulsionaram a expansão do Open Finance na América Latina

De acordo com dados da Banco Mundial, em alguns países da América Latina , mais de 50% da população não tem acesso aos serviços bancários tradicionais, seja por seu custo ou por falta de informação. Precisamente por isso, o open banking representa um salto qualitativo em termos de inclusão e acessibilidade.

Neste sentido, o investimento na região em serviços de open banking, inovação fintech e comércio digital ultrapassou US$ 9 mil milhões no primeiro trimestre de 2021. Isso representa um aumento de 200% em relação ao mesmo período de 2020, segundo dados da consultoria CB Insights, especializada em finanças e inovação.

Esses dados estatísticos demonstram o forte crescimento do open banking, organizado por meio de serviços de provedores terceirizados: o uso das chamadas APIs ou interfaces de programação de aplicativos. Dessa forma, os serviços financeiros são agilizados e aprimorados, reduzindo o investimento necessário, aumentando o desempenho dos serviços digitais e a segmentação de perfis de usuários.

Os seguintes serviços de open finance são os que mais se expandiram na América Latina:

Cartões de crédito e débito digitais

A emissão de cartões de crédito digitais, por parte dos bancos com presença digital e neobancos, é um dos principais eixos de investimento e desenvolvimento comercial.

Nesta região, muitos produtos e serviços estrangeiros são consumidos, como plataformas de streaming, marketplaces e plataformas de investimento. Essas plataformas permitem pagamentos eletrônicos e a contratação de diversos produtos, como Netflix, , Spotify, Amazon, entre outros.

Carteiras eletrônicas

Este produto bancário representa uma das áreas de gestão com maior inserção no mercado; no México, esse meio de pagamento representou 27% das operações realizadas por usuários em 2021.

Trata-se de um tipo de conta que não possui licença bancária, mas funciona como intermediário entre a pessoa, o banco e os estabelecimentos onde as compras são feitas. Graças a isso, são mais econômicas e acessíveis a partir de qualquer dispositivo.

Buy Now, Pay Later (BNPL)

Literalmente, define-se como: buy now, pay laterTrata-se de um meio de pagamento que permite o pagamento diferido de produtos e serviços contratados online. Precisamente por isso, é um dos canais de financiamento pessoal mais representativos do open finance.

Em certas regiões da América Latina, representa uma possibilidade de aumentar o poder de compra e atender a um segmento de consumidores ignorado pelos serviços tradicionais.

Transferências digitais

Assim como no caso das carteiras eletrônicas, são serviços online que permitem realizar operações de transferência de dinheiro sem a necessidade de ter os fundos disponíveis. Eles atuam como intermediários financeiros que facilitam as transferências entre bancos, clientes e empresas.

No entanto, existe a possibilidade de executar esse tipo de operação por meio de aplicativos e plataformas de gestão dos bancos tradicionais. Isso representa uma melhoria significativa em termos de gestão e custo das operações.

Pagamento por código QR

São muitas as empresas que começam a oferecer esse sistema que permite realizar pagamentos por meio de leitores de código QR. Isso também inclui o desenvolvimento de modems e dispositivos point para estabelecimentos que utilizam esse método.

A América Latina está atualmente passando por um processo de digitalização financeira que segue as tendências globais em open finance. Nesse sentido, os provedores terceirizados são fundamentais para o desenvolvimento de soluções de pagamento e serviços de gestão eficazes.

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossas últimas notícias diretamente na sua caixa de entrada.