News

Como as FinTechs podem melhorar a saúde financeira dos usuários

Os benefícios da fintech para o utilizador podem ser diferentes consoante o produto financeiro oferecido por cada empresa específica. Mas, além dos benefícios específicos de cada produto, existem algumas vantagens que ocorrem em todas as empresas relacionadas às fintechs.

Sumário

O que são as FinTech e o seu impacto na saúde financeira?

As fintechs podem ajudar a saúde financeira dos utilizadores, oferecendo produtos vantajosos, altamente rentáveis e compreensíveis para todos.

O termo fintech designa as empresas em fase de arranque do sector tecnológico que tiram partido das novas tecnologias mais recentes para criar e oferecer serviços financeiros inovadores.

Benefícios da fintech para o utilizador

  • Poupança. A possibilidade de fazer negócios de uma forma mais rápida e automatizada melhora a eficiência da empresa, o que se traduz em poupanças económicas e de tempo. Esta dupla poupança pode ser uma grande vantagem para a empresa, uma vez que pode aumentar os benefícios derivados dos seus investimentos. 

  • Flexibilidade. Esta é a vantagem mais caraterística das empresas fintech, porque trabalham com novas tecnologias que lhes permitem realizar diferentes operações, utilizar financiamentos alternativos, e tudo isto em qualquer altura e lugar.

  • Transparência. As transacções efectuadas através da tecnologia utilizada pelas empresas fintech são rápidas e transparentes, o que constitui outra caraterística fundamental dos nossos produtos.

  • Eficiência. A tecnologia financeira que utilizamos torna-nos mais eficientes. A automatização oferece especialização através de serviços específicos, um elevado nível de eficiência e qualidade dos serviços, bem como uma resposta rápida e ágil.

Rendimento e rendibilidade dos produtos financeiros

O rendimento é a variação global do valor de um investimentoDesde que o proprietário de um fundo reinvista os dividendos e os lucros. Por outro lado, o rendimento refere-se ao rendimento do investimento e ganhos e é a medida do rendimento e não dos ganhos de capital.

Por outras palavras, rendimento é o retorno obtido num investimentomedido em percentagem do capital investido, enquanto o rendimento refere-se aos lucros que foram ganhos ou que se espera que sejam ganhos com um investimento efectuado. 

Em termos gerais, rendimento e rendibilidade são dois conceitos com significados semelhantes. A principal diferença reside no facto de a rentabilidade ser um termo exclusivamente económico e o rendimento um conceito mais amplo. 

Fintechs, a nossa empresa está a trabalhar em conjunto com os nossos clientes, graças à utilização de tecnologias e produtos inovadores a que os nossos clientes podem aceder, pode oferecer um rendimento e uma rendibilidade elevados em comparação com outros produtos financeiros semelhantes. Os investimentos efectuados em fintechs dão retornos muito elevados em comparação com o investimento que é necessário fazer.

New call-to-action

Educação financeira: a chave para a saúde financeira através da FinTech

Para que a educação financeira e a saúde financeira existam, é necessário, em primeiro lugar, que haja inclusão financeira. Isto significa que ter acesso a produtos financeiros úteis, económicos e que satisfaçam as necessidades do investidor. A Comissão Europeia tem um papel importante a desempenhar, prestando serviços de forma responsável e sustentável. Estes podem incluir crédito e seguros. 

A importância da educação financeira

Mas a inclusão financeira não é suficiente sem educação financeira que permita às pessoas aceder a estes produtos e serviços que estão disponíveis no mercado para compreendê-las claramente. Desta forma, a contratação de alguns destes produtos e serviços será uma vantagem para os clientes e não um problema devido à falta de compreensão das suas condições. A educação financeira tem como objetivo ajudar as pessoas a desenvolver competências e capacidades financeiras, para que os cidadãos possam tomar decisões informadas e responsáveis em relação aos produtos financeiros.

Medição da saúde financeira

Através da inclusão e educação financeiras, os utilizadores poderão aceder a produtos e serviços financeiros com conhecimento e informação, o que lhes permitirá desenvolver uma boa saúde financeira e uma boa relação com o dinheiro e as oportunidades oferecidas pelo sistema financeiro. 

A saúde financeira é definida como a capacidade de um indivíduo cumprir atempadamente as suas obrigações financeiras, ter controlo sobre a sua situação financeira e ter solvência suficiente para tomar as decisões certas para que possam planear o futuro com tranquilidade. 

Para saber se uma pessoa ou empresa tem finanças adequadas e como medir a saúde financeira, estas são as principais informações sobre a saúde financeira utilizado: 

  • Gastar menos do que se ganha.
  • Pagar as contas na íntegra e a tempo e horas.
  • Ter poupanças em produtos financeiros líquidos. 
  • Nível de endividamento sustentável. 
  • Historial de crédito saudável.
  • Seguro adequado.
  • Plano de despesas para o futuro.  

Por isso, para saber como ter uma boa saúde financeira, é necessário analisar se os pontos acima mencionados são cumpridos. 

New call-to-action

As fintechs são empresas que utilizam as novas tecnologias para oferecer produtos financeiros com grandes vantagens, como flexibilidade, transparência, eficiência e poupança. O rendimento e a rentabilidade, sendo o primeiro entendido como a percentagem obtida em função do capital investido e o segundo como o rendimento recebido, são elevados neste tipo de produtos. Além disso, ter inclusão e educação nesta área facilita a obtenção de saúde financeira.

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossas últimas notícias diretamente na sua caixa de entrada.