News

Produtos financeiros através da IA: A revolução da Inovação em finanças

Sabemos que os bancos navegam diariamente por um mar de dados transacionais em bruto. Também sabemos que a inovação no setor tem sido travada até agora pela dificuldade em rastrear a origem dessas transações.

Sumário

Na Coinscrap Finance, encarregamo-nos de desvendar o complexo código por trás dos dados, vinculando precisamente as transações às suas empresas de origem. Este avanço oferece todo um mar de possibilidades para a inovação, e é aqui que os bancos e as fintechs podem gerar novos negócios e impactar um público mais jovem, familiarizado com a tecnologia.

Por que dedicar recursos à árdua tarefa de rastrear as transações até aos comerciantes de origem? Porque nos permite abrir as portas ao aproveitamento dos produtos financeiros através da IA na banca. Com os valiosos insights obtidos, é possível descobrir padrões e estabelecer probabilidades que permitam às entidades melhorar os seus serviços e aumentar a satisfação do cliente.

Por exemplo, as análises baseadas em IA podem prever tendências, o que por sua vez leva ao desenvolvimento de produtos e serviços financeiros altamente personalizados. A sinergia entre o rastreamento de transações e as subsequentes aplicações de IA prepara o terreno para uma nova era de inovação e eficiência no setor financeiro.

Juan Carlos López

Cofundador e CPO da Coinscrap Finance

O uso imparável da IA em finanças: Não fiques para trás

O nosso motor de IA, COCO recolhe e normaliza os dados das transações bancárias. Utilizando algoritmos avançados para limpar os dados, é capaz de eliminar anomalias e garantir a consistência da informação. Nesse momento analisa os dados para identificar padrões no comportamento dos utilizadores, como hábitos de consumo, tendências de poupança e capacidade de investimento.

Através de técnicas de aprendizagem automática e modelação preditiva, a IA pode prever o comportamento financeiro futuro e avaliar os riscos. Isso permite que as entidades bancárias segmentem os consumidores em diferentes grupos, de acordo com os seus hábitos. Graças a esta informação, o seu sistema pode gerar recomendações personalizadas para cada utilizador, lançando as mensagens adequadas no momento certo.

As recomendações podem incluir produtos de poupança personalizados, opções de investimento adaptadas e conselhos para a gestão da dívida em cada momento da vida dos clientes bancários. Além disso, o sistema pode enviar alertas sobre oportunidades de poupança ou gastos incomuns sempre que estes surgirem. Trata-se de conhecer o consumidor melhor do que a concorrência e oferecer-lhe um serviço único.

Aplicações da inteligência artificial no banco

Obtenção de insights financeiros

O motor de IA é capaz de lançar recomendações personalizadas com base nos hábitos de consumo de cada cliente. Por exemplo, sugerir produtos e serviços adaptados às suas necessidades individuais após detetar momentos preditivos (eventos relevantes na sua vida, como o nascimento de um bebé). Por outro lado, é muito útil para controlar a fraude graças à sua capacidade para detetar indicadores de risco.

Gestão das finanças pessoais

Revoluciona a forma como os usuários gerem as suas finanças domésticas através de módulos de PFM (Personal Finance Manager) e Smart Savings. Os primeiros permitem ter uma visão completa de todas as suas contas, oferecendo um maior controlo, conselhos, avisos e a possibilidade de fazer orçamentos. Os segundos analisam as circunstâncias pessoais de cada utilizador para facilitar a poupança, aconselhando contribuições e detetando momentos estratégicos para o investimento.

Talvez esteja interessado em saber mais sobre a gestão de finanças pessoais (PFM) de marca branca e as suas utilidades.

Melhoria da segurança nas operações

Com o uso da IA, é possível identificar alguns hábitos de consumo dos utilizadores e, perante qualquer anomalia ou transação suspeita, é possível tomar medidas automaticamente. Por exemplo, se morar numa cidade e o seu cartão bancário registar atividade noutra, é possível cruzar dados dos sistemas de geolocalização e notificar a operação para solicitar uma verificação. Assim, previnem-se crimes como a usurpação de identidade.

Redução da morosidade

Através de avisos nas aplicações de banca digital, é possível comunicar aos clientes quais as transações prestes a serem realizadas, como o pagamento de uma fatura daqui a alguns dias ou do seguro do carro dentro de algumas semanas. A IA analisa os padrões de gastos e alerta o utilizador de que poderá ficar sem dinheiro para realizar esses pagamentos. Desta forma, oferece-se um tratamento personalizado, promove-se uma melhor gestão financeira e reduz-se o risco de ficar sem liquidez para cumprir obrigações futuras.

Gestão de créditos

Com a utilização de dados como idade, rendimentos, gastos, saldo médio ou nível de dívida, entre outros, a Inteligência Artificial serve para otimizar a tomada de decisões na concessão, ou não, de produtos bancários como créditos ou qualquer outra operação de risco. Este processo permite reduzir tempo e recursos, bem como oferecer empréstimos mais seguros para ambas as partes.

Personalização do serviço ao cliente

Os dados enriquecidos são uma mina de ouro com a qual os bancos podem apresentar informações valiosas aos seus usuários: desde a geolocalização de estabelecimentos para rastrear a localização de cada transação até à identificação de cada comerciante com o seu logótipo, passando pelo reconhecimento de faturas e apólices. A IA decodifica informações complexas para oferecer uma visão clara dos rendimentos e gastos, garantindo a hiperpersonalização dos serviços financeiros.

Já viu que os produtos financeiros através de inteligência artificial desempenham (e continuarão a desempenhar) um papel crucial na melhoria contínua da oferta bancária. Ao permitir uma adaptação mais ágil às necessidades mutáveis dos clientes, transforma a complexidade do mercado em oportunidades claras e acessíveis para os bancos. A inteligência artificial é a bússola que indica o caminho para uma nova era de desenvolvimentos tecnológicos.

Sobre o autor

Juan Carlos López Díaz Juan Carlos López Díaz é Chief Product Officer e cofundador da Coinscrap Finance. Em 2016, juntamente com David Conde e Óscar Barba, criou o Txstockdata e posteriormente, a Coinscrap App. Após o enorme sucesso obtido, o negócio mudou-se para o B2B com a ajuda do EVO Banco e do seu "Smart Piggy Bank". Como programador, tem mais de 8 anos de experiência liderando grandes projetos.

Junto com a sua equipa, é capaz de criar as melhores ferramentas para o mundo das finanças. Ao longo destes anos, realizou importantes integrações tecnológicas para grandes empresas do setor: Evo Banco, Santander, Caser, Mapfre, Aon ou Bankia. Juan Carlos é Engenheiro Eletricista pela Universidade Central da Venezuela e Desenvolvimento de Aplicações iOS pela U.N.E.D e pela U.C.A.M.

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossas últimas notícias diretamente na sua caixa de entrada.