News

Como saber se é um bom momento para procurar um novo fornecedor de TI?

Neste artigo, explicaremos os benefícios de reconhecer a tempo as possíveis carências para se focar completamente num futuro mais sólido e promissor.

Sumário

Atualmente, as empresas precisam de tecnologia para impulsionar a inovação e permanecer competitivas. Perante as exigências do mundo digital, a escolha de um fornecedor de TI pode ser determinante para o sucesso.

Mas, o que acontece quando uma entidade percebe que o seu fornecedor de tecnologia atual já não satisfaz as suas necessidades? Vale a pena fazer uma mudança?

Identificar a necessidade de um novo fornecedor tecnológico

A tecnologia está em constante evolução e as empresas precisam de se manter atualizadas com os últimos avanços ou podem correr o risco de perder quota de mercado para concorrentes mais inovadores.

Ao procurarem novos fornecedores de TI, as empresas se beneficiam da experiência de parceiros que estão na vanguarda no seu campo. Isso garante acesso a soluções adaptadas, medidas de segurança melhoradas e uma maior eficiência operacional.

Quando as empresas se sentem limitadas pelo seu fornecedor atual de tecnologia, podem hesitar em explorar novas opções. Não é incomum que o responsável pela toma de decisões sinta certa resistência à ideia de abraçar a mudança.

No entanto, ao associar-se a um novo fornecedor de TI, está a resolver possíveis deficiências que possam estar a enfrentar e a melhorar o seu serviço para o consumidor final.

Minimizar as barreiras e libertar o potencial da inovação

Todos nos preocupamos em reconhecer que a nossa escolha anterior não foi ótima Por isso, mostrar a força necessária para o admitir demonstra uma capacidade de reação acima da média. Reconhecer áreas de melhoria e oportunidades de crescimento são qualidades muito valorizadas pelos departamentos de inovação.

Trata-se de perfis proativos que propõem melhorias constantes e, sem dúvida, estas são as qualidades que levam uma empresa a ser a preferida dos usuários..

Além disso, é importante ter em mente que não é necessário começar do zero quando se faz uma mudança de fornecedor tecnológico. As empresas podem aproveitar os seus investimentos anteriores e a sua infraestrutura, garantindo uma transição suave. Quando os elementos capazes de se integrar no novo sistema são analisados e identificados, as empresas podem minimizar as interrupções e maximizar o valor dos seus ativos.

Falando de custos, procurar atempadamente um novo fornecedor tecnológico pode poupar muito dinheiro a médio e longo prazo. A perda constante de receitas que uma empresa enfrenta por não fazer os ajustes necessários em tempo e forma pode representar um risco para as suas contas anuais.

Um novo parceiro neste campo permite encontrar soluções adaptadas às necessidades específicas da empresa e otimizar a alocação de recursos.

5 passos para uma transição bem-sucedida no departamento de inovação

1. Avalie a situação atual dos seus desenvolvimentos tecnológicos

Antes de iniciar qualquer possível mudança, é necessário analisar de forma exaustiva o panorama de TI que enfrentamos. Identificar pontos críticos, áreas de melhoria e os resultados esperados que não estão a ser alcançados. Esta avaliação servirá de base para selecionar o parceiro adequado, capaz de se alinhar com os objetivos da empresa.

2. Investigue e recolha informações para a toma de decisões

Escolher o fornecedor de TI adequado requer um tempo de pesquisa em que são recolhidos dados sobre as empresas susceptíveis de entrar no processo de licitação. Devem ser considerados fatores como a experiência, a reputação ou os projetos que desenvolveram anteriormente. Trata-se de procurar um fornecedor que ofereça as soluções mais inovadoras e o melhor serviço ao cliente. Durante as conversações, é bom fazer perguntas, solicitar propostas e estabelecer metas. Assim, garantimos o melhor ajuste entre a empresa e o potencial fornecedor.

3. Planeie uma implementação colaborativa

Uma vez tomada a decisão, o fornecedor selecionado trabalhará em estreita colaboração com a empresa para desenvolver um plano detalhado que descreva os passos da transição, marcando prazos e marcos. A comunicação eficaz e a coordenação entre ambas as partes são fundamentais, pelo que se recomenda a realização de reuniões periódicas para controlar o progresso dos projetos e oferecer feedback.

4. Transferência de conhecimentos e formação

O novo fornecedor de TI deve ter uma compreensão total dos sistemas existentes, processos e fluxos de trabalho. Para isso, é importante colaborar na criação de um plano abrangente de transferência de conhecimentos, que garanta interrupções mínimas para os seus funcionários. Ofereça sessões de formação e os recursos necessários, isso ajudará o novo fornecedor a adaptar-se ao ambiente e a oferecer as melhores soluções possíveis.

5. Avaliação e melhoria contínua para alcançar a excelência

Neste processo de mudança de fornecedor tecnológico, não devemos esquecer a necessidade de estabelecer datas para avaliar o desempenho e o cumprimento de objetivos. Trata-se de estabelecer um processo contínuo em que este novo parceiro acompanhe a empresa e antecipe os requisitos do mercado. Isso garante que a vossa colaboração continuará a atender às vossas necessidades, sempre em evolução.

E se não quiser mudar? Dois são sempre melhores do que um

As empresas fintech caracterizam-se pelo seu enfoque colaborativo e flexível, o que lhes permite estabelecer parcerias com os fornecedores existentes.

Para maximizar a eficiência, os serviços e produtos podem ser complementados com soluções adaptadas a cada necessidade. Isso pode implicar que uma fintech se encarregue de categorizar e enriquecer os dados, enquanto outra oferece as perceções derivadas desses dados..

Outra opção consiste em implementar dois categorizadores simultaneamente durante um período de teste, avaliando depois qual deles é mais valioso em termos de precisão e desempenho.

Esta perspetiva maximiza o valor para os clientes e minimiza as mudanças na infraestrutura tecnológica. Naturalmente, é necessário trabalhar em estreita colaboração com a equipa técnica do banco para integrar com sucesso qualquer nova ferramenta.

O que achas?

Sem dúvida , mudar de fornecedor de tecnologia é uma decisão estratégica que pode levar a desbloquear o poder da inovação, impulsionar o crescimento e posicionar a tua empresa como líder no seu setor.

Ao superar a aversão à mudança, aproveitamos os investimentos anteriores e concentramo-nos nas oportunidades que temos pela frente. Descobre todo o potencial do seu negócio!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossas últimas notícias diretamente na sua caixa de entrada.